Tudo o que me motiva a ser melhor a cada dia

Sumo Business Blueprint – Review – Parte 3

Nesta terceira parte do review do Sumo Business Blueprint vou comentar as três últimas partes do curso e responder a pergunta de um amigo sobre métodos de validação do negócio.

Vamos lá.

Construíndo um negócio em poucos minutos

A parte 2 do curso, “Let’s build a business right in front of your eyes”, é formada por 4 vídeos. Nos dois primeiros o “fat sumo” Neville nos mostra como construir um “guetto site”, ou seja, um site bastante simples, que pode ser feito em poucos minutos, mas que contém os elementos essenciais para testar e validar sua ideia de negócio.

Ele mostra passo a passo como construir um site e como começar a formar uma lista de e-mails usando serviços gratuitos ou com preços bastante baixos.

No terceiro vídeo eles falam sobre como usar os métodos ensinados para validar os mais diferentes tipos de negócios.

No quarto vídeo Neville nos lembra da necessidade de levar tráfego para nosso site teste e nos lembra das técnicas ensinadas para isso.

Transformando o “quero ser empreendedor” em empreendedor

A terceira parte do curso, “Killing the wantrepreneur”, é minha parte preferida de todo o curso. Aqui eles nos mostram que estes pequenos testes e validações que fazemos com nossas ideias de negócios são fundamentais e podem se transformar em um negócio muitíssimo rentável.

Dentre os vídeos desta seção dois deles são entrevistas com empreendedores que começaram apenas testando ideias e que construíram verdadeiros impérios a partir disso. Talvez você, possível-leitor, esteja duvidando da palavra império, então eu vou deixar você tirar suas próprias conclusões:

O primeiro entrevistado é Dan Graham, criador do BuildASign.com, um negócios que começou com uma ideia de negócio entre amigos e um investimento de apenas $100 e que hoje gera cerca de $30 milhões de lucro ao ano.

O segundo entrevistado é Mickey Ristroph que era apenas um estudante que gostava de testar diversas ideias de negócios até que uma de suas ideias, cujo objetivo éra gerar apenas $1 durante todo o verão se mostrou bem mais promissora que isso e acabou criando a maior empresa de desenvolvimento de apps da iTunes Store e com contratos que não o permitem revelar os valores de seu negócio.

A terceira parte ainda vem ainda com mais dois videos bônus disponíveis no Youtube e que eu vocês podem assistir no final deste post, nestes vídeos Neville e Noah falam sobre emprendedorismo e sobre o próprio curso, Sumo Business Blueprint.

Esta terceira parte é a minha predileta porque ela prova que as técnicas ensinadas no curso apesar de serem tão simples e até parecerem banais algumas vezes, são muito efetivas e podem realmente nos levar a construir negócios muito sólidos e rentáveis.

Próximos passos

A quarta e última parte, “The next steps to take”, é formada por uma área de comentários na qual é possível tirar dúvidas e interagir com outros membros do curso Sumo Business Blueprint e por mais dois vídeos bônus.

O primeiro bônus é o curso “Non-boring Copywriting for Startups” feito pelo Neville para o Mixergy.

O outro bônus é a mais recente entrevista do Neville para Mixergy na qual ele também fala sobre as práticas mais eficientes de copywriting. Esta entrevista é excelente, gratuita e você pode vê-la abaixo:

PS.: infelizmente a entrevista já foi para a categoria de arquivo do Mixergy e agora só pode ser vista pelos membros Premium. Embora seja uma pena não poder mostrar a entrevista gratuitamente para vocês eu devo dizer que fazer parte dos mebros Premium do Mixergy é algo que vale muitíssimo a pena, o Andrew Warner é um exelente entrevistador e vai fundo nas questão práticas do empreendedorismo, mostrando realmente as técnicas, táticas e estratégias para criar ou melhorar o seu negócio em seus mais diferentes aspectos.

Aliás se você tem interesse que eu faça um review de algum dos cursos ou entrevistas premium do Mixergy é só pedir pelos comentários, será um prazer. Eu sou um grande entusiasta do Mixergy.

 Como validar um negócio?

Um amigo me enviou um email pedindo para eu contasse que técnicas eram usadas no curso para validar um negócio. Vamos a resposta.

Eles mostram basicamente duas técnicas que podem ser utilizadas em conjunto ou separadamente, dependendo da ocasião e do tipo de negócio.

Vou dar aqui um dos exemplos da primeira parte do curso, “Learning the technical stuff”. No segundo vídeo da primeira parte Neville nos mostra como as habilidades que já temos podem se transformar em ideias de negócios. Uma das habilidades listadas por ele é saber usar o photoshop, simples assim. A partir dessa habilidade ele pensa em possibilidades de negócios e acaba chegando na ideia de oferecer serviços para advogados, montando sketchs de cenas de crime ou acidentes de transito para serem usados em tribunal (o porque deste tipo de serviço tem a ver com a noção de nichos que também é explicada na primeira parte do curso).

Tendo a ideia do negócio o que ele faz é anunciar o serviços em sites gratuitos de classificados e distribuir alguns flyers para advogados nas redondezas.

É simples assim.

Muita gente tem certa dificuldade em aceitar a simplicidade de algumas coisas, por isso vou comentar um pouco sobre o valor deste simples, quase banal, teste de mercado.

O primeiro ponto é que se houver interesse por este tipo de serviço o anúncio dele será encontrado e ele terá a chance de fechar alguns negócios, caso não haja interesse ele terá perdido apenas alguns minutos colocando o anúncio no ar, ou seja, ele vai validar ou não o negócio tendo gasto apenas alguns minutos e praticamente nenhum dinheiro.

Em relação ao flyer o mesmo acontece, caso haja interesse nos serviços os potenciais clientes irão entrar em contato com ele e ele terá a oportunidade de fechar negócio e mais do que isso, se ele tiver a oportunidade de conversar com alguém da área quando for entregar os flyers ele poderá saber não só se há interesse neste serviço, mas também se há interesse em algum outro serviço que talvez seja similar, mas que não tinha sido pensado antes.

Essa é a técnica básica para validar qualquer negócio, colocar os possíveis interessados diante de sua ideia e ver se ela gera interesse ou não. No decorrer do curso eles mostram algumas técnicas mais elaboradas que envolvem análises um pouco mais técnicas como o tamanho do potencial mercado, possível interesse do mercado no serviço e tendências do mercado, essas análises, embora um pouco mais técnicas, são igualmente simples, mas muito eficientes e envolvem ferramentas como Google Trends, Google Adwords, LinkedIn, Facebook e outros.

Espero que a dúvida tenha sido sanada e convido a todos que queiram saber mais sobre o curso a deixarem um comentário. Será um prazer responder as suas perguntas.

 Onde eu encontro o Sumo Business Blueprint?

Se você está se perguntando isso talvez você não tenha lido os demais posts sobre esse review e eu recomendo que você o faça:

Cursos AppSumo – Review

Sumo Business Blueprint – Review – Parte 1

Sumo Business Blueprint – Review – Parte 2

Depois disso você deve se cadastrar na AppSumo e navegar pela aba “All Deals”, lá você encontrará o Sumo Business Blueprint.

 

Seguem abaixo os dois vídeos que prometi, os vídeos bônus da parte 3 do curso, “Killing the Wantrepreneur”:

Noah Kagan e Neville Medhora falam sobre o “wantrepreneur”, aquele que nunca sai da fase do “quero empreender”.

 

Noah Kagan e Neville Medhora falam sobre o curso Sumo Business Blueprint:

4 Comments

  1. November 13, 2011    

    Show de bola!

    Acabei que vi a resposta sobre o meu outro comentário aqui.

    Como você disse, nada que seja inimaginável. Eu costumo utilizar o google adwords para testar minhas idéias, mas gostei dele sair um pouco do virtual e partir para os panfletos…

    E me diz agora, a idéia dele, passou no teste?

    Abraços,

    Caio

    • Rodrigo's Gravatar Rodrigo
      November 13, 2011    

      eheheeh na verdade eles não comentam sobre os resultados do negócio dos sketchs para advogados, mas os demais negócios que são mostrados e analisados de forma mais técnica mostravam um mercado bastante promissor.
      Eles mostram o processo “mais técnico” para testar especificamente dois negócios, um deles baseado em produtos para cães da raça chihuahua (não sei se é realmente assim que se escreve) e o outro negócio era baseado em pessoas interessadas em disc golf (um esporte que eu nem sabia da existência).
      Estes dois testes são muito mais para se aprender o processo já que eles não definem um produto ou serviço específico para atender os interessados em disc golf e nem um produto ou serviço específico para atender aos chihuahuas.

  2. November 13, 2011    

    Bacana.. bem legal..

    To penando em fazer uns videos aqui com uns videos aqui com uns testes assim também…

    • Rodrigo's Gravatar Rodrigo
      November 13, 2011    

      Seria bem bacana Caio.
      Lembre de informar pra gente quando estes vídeos estiverem prontos.

Leave a Reply

Insira seu e-mail:

Publicidade

Leitura rápida!

Acelere 3x sua leitura